quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Colonoscopia: você está por dentro deste assunto?

Boa tarde a todos!!!
Aproveitando o mês de dezembro para colocar exames e consultas em dia.
E por aqui,  hoje é dia de colonoscopia..um preparo chatinho mas um exame muito necessário.
Já ja #partiuexame

Mas e você:  sabe o que é  o exame de colonoscopia e por que temos que faze-lo?
Fui pesquisar e olhe só o que encontrei:

Colonoscopia – o exame que detecta o câncer de intestino

Colonoscopia é um exame que ajuda na descoberta do câncer de intestino. Veja quando ela deve ser feita, quais os exames complementares e confira também algumas dicas de prevenção

A colonoscopia é o exame responsável por detectar o aparecimento de câncer no intestino
Foto: Getty Images

Qual a melhor forma de saber se tudo anda em ordem pelo intestino? Para muitos especialistas é a realização da colonoscopia.

Conhecida como uma endoscopia feita pelo ânus, a colonoscopia flagra inflamações na parede intestinal, além de verrugas – os pólipos -, que podem ser pré-cancerosas, e tumores propriamente ditos. Muito melhor do que a cirurgia que abre o abdômen até atingir o intestino grosso – usada até a década de 1970, quando a colonoscopia chegou ao Brasil.

Quando fazer

“O exame é obrigatório para quem tem mais de 50 anos, e a partir dos 30 anos para pessoas com casos de câncer na família”, avisa o coloproctologista João Calache Neto, do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo. Sangue nas fezes e dor contínua no lado esquerdo também merecem essa investigação.

Já a frequência, “depende dos achados de quando ele é feito pela primeira vez”, o coloproctologista Pedro Basílio, presidente da regional carioca da Sociedade Brasileira de Cirurgiões Oncológicos. Se ela não encontrar nada, a sugestão oficial – pelo menos até o momento – é que seja repetida a cada dez anos. Muitos médicos, porém, preferem indicar o repeteco a cada cinco. É mais seguro.

“A evolução do pólipo para o câncer pode demorar até uma década”, explica o oncologista Rafael Kaliks, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Quando a metamorfose ocorre, ela é traiçoeira. Dores, diarreias alternadas com constipações e sangramentos costumam aparecer na fase avançada da doença. Então, o tratamento é drástico.

Entenda o exame

1. Com o paciente sedado e deitado, o médico introduz um tubo de 1 metro de comprimento pelo ânus. Enquanto percorre as cinco primeiras curvas do cólon, uma minicâmera na ponteira transmite as imagens, aumentadas até 150 vezes, para a tela de um computador.

2. Se flagrar alterações na mucosa, como uma inflamação, o médico ativa uma pinça que retira um fragmento da lesão para biópsia.

3. Mas, ao esbarrar em lesões malignas, o próprio colonoscópio pode retirá-las de maneira segura. Tudo isso costuma durar cerca de 20 minutos.

Colonoscopia - o exame que detecta o câncer de intestino
Além da colonoscopia, outros exames complementam a avaliação
Foto: Dreamstime

Outros exames

Há mais testes, complementares, que ajudam a detectar problemas no intestino.

· Sangue oculto nas fezes
No laboratório, procuram-se rastros de sangue nas fezes, o que denunciaria lesões. Mas o exame não localiza de onde vem o sangramento. Às vezes a origem está no estômago, por exemplo. E aprenda: pólipos intestinais não sangram. Portanto, se há sangue proveniente do intestino, ou ele vem de simples hemorroidas ou, se é tumor, o câncer já avançou.

· Retosigmodoscopia
É parecida com a colonoscopia, mas só visualiza lesões no reto e no lado esquerdo do cólon. A grande crítica é deixar à mercê da sorte o lado direito.

· Colonoscopia virtual
O método faz uma tomografia do intestino sem introduzir um tubo no ânus para saber se há pólipos. Mas é preciso insuflar ar por ali para obter as imagens, o que pode doer. Vale a pena? Há quem diga que não, até porque pequenas lesões escapam ao exame.

· DNA nas fezes
Essa análise molecular ainda não está disponível no país. Ela confere a presença de DNA de células cancerosas que teriam descamado do cólon. O senão é o preço altíssimo.

· Hemograma simples
Ele não flagra o câncer em si. Mas muitos tumores, especialmente no lado direito do intestino, sangram a ponto de provocar anemia. Ela é tão forte e repentina que o paciente sente até taquicardia. Daí o recado: quem está com anemia tem um bom pretexto para fazer uma colonoscopia.

Colonoscopia - o exame que detecta o câncer de intestino
Comer alimentos ricos em fibras é essencial para manter o intestino em funcionamento e evitar o surgimento do câncer
Foto: Dreamstime

A influência dos hábitos

Conheça as atitudes que podem contribuir para o aparecimento do câncer de intestino e as que ajudam a afastá-lo.

Para o bem
Uma dieta rica em fibras (grãos, frutas, legumes e verduras) não só faz o intestino trabalhar direito como ainda o preserva contra tumores ao arrastar mais depressa substâncias cujo contato é tóxico. O exercício físico também é bem-vindo.

Para o mal
Há evidências de que um cardápio gorduroso, abarrotado de carnes vermelhas, frituras e embutidos, favoreça o desenvolvimento da doença. Provavelmente porque contém substâncias capazes de irritar as paredes intestinais. O cigarro é outro inimigo do intestino – o que pouca gente desconfia. Mais uma vez, a razão está nos componentes tóxicos, que prejudicam as células do órgão.
(Fonte: Redação M de Mulher)

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Natal... já sinto o cheirinho no ar!!!

Luzes pela cidade.... Agitação no comércio...Lista de presentes sendo preparada....
Pessoas mais descontraídas, pois para muitos, férias chegando!!!
Enfim...Dezembro !!!!
E quando chega dezembro, a impressão que tenho é que tudo o que aconteceu, durante o ano inteiro,principalmente as situações tensas, é colocado debaixo do tapete... como se agora fosse um momento de trégua, de confraternização e principalmente, de aceitação mútua!!!!
E claro.... seja lá qual for a religião escolhida, ninguém irá descordar que, tais atitudes estão intrinsecamente ligadas ao espírito de Natal!!!
Um momento de renovação das energias e ideais, de aceitação ao próximo, da troca de abraços apertados, energias positivas, fraternidade aos menos favorecidos...
...enfim...um momento de dar as mãos e colocar de lado, qualquer divergência existente!!!
Tudo bem que este espírito cristão deveria permear todas as nossas atitudes em qualquer período do ano....
Mas, neste momento, passamos a sentir o cheirinho do Natal no ar, através das atitudes das pessoas dentre todos os preparativos para a data tão especial que se aproxima!!!!
E, mais uma vez, aproveito a oportunidade deste post e da proximidade das festas de final de ano, para convidar a todos que me acompanham neste meu cantinho, para se desprender de qualquer mal entendido, de qualquer situação desconfortável e se conectar com nossa verdadeira essência: a do amor...aquela essência que perdoa, que releva, que inclui, que cuida e que sempre dá o seu melhor a quem quer que seja!!!!
Inclusive, aqui no Brasil, há uma campanha, na mídia, a qual nos propõe reunirmos no próximo domingo, com as pessoas que realmente nos são especiais e, juntos, organizarmos a decoração de Natal, dentro de cada lar. A empresa em questão sugere um almoço em família.
Mas o mês de Dezembro, que já bate em nossa porta, nos reserva muitas possibilidades..... e você não vai querer ficar fora dessas oportunidades, não é?



Aquela frase chavão: Acredita em Papai Noel?
Pois bem.... eu acredito!!! ehehehehe
E não me acho uma pessoa ingênua.... simplesmente acredito na essência positiva e amorosa das pessoas, através das ações e das intenções!!!
Para mim. isso é acreditar em Papai Noel!!!



Que este mês de Dezembro seja muito especial ... nos presenteando à cada dia!!!
Mas sinceramente, que tais presentes sejam através do respeito, da cumplicidade e da transparência mútua. Pois o maior presente que alguém pode me dar é um sorriso largo, um abraço apertado e a deliciosa percepção em me fazer sentir amada e respeitada, no real contexto das palavras!!!!!
Dias repletos da luz do Alto, para todos nós!!!...
E que venha o Natal e um ano novo, novinho em folha!!!!


"Natal não é uma época e nem uma estação....mas um estado da mente.
Apreciar a paz e a benevolência, ser abundante em clemência, é ter o real espírito de Natal!!!."


Curiosidades sobre o Natal


A palavra natal é de origem latina “nativitas”, que significa nascimento. O Natal é, portanto, a comemoração do nascimento de Cristo. O dia natalício de alguém é o seu dia de aniversário:“Festejando-se, porém, o dia natalício de Herodes, dançou a filha de Herodias diante dele, e agradou a Herodes” (Mt. 14:6).

A ORIGEM DA FESTA

Embora haja quem diga que o Natal passou a existir por influência da festa judaica de Hanuká (Festa das Luzes), parece consensual a versão de que o Natal, propriamente o dia 25 de dezembro, origina-se de Roma, mais especificamente da festa pagã do “dies solis invicti natalis” (“o nascimento do Sol invicto”), em que se homenageavam o “deus Sol”, quando esse começava a se dirigir para o norte. 
Nessa data, era comum as casas serem decoradas com árvores, os amigos trocarem presentes, as pessoas realizarem procissões etc. 
Por se tratar de uma data relevante para aquele povo, e pelo fato de ser praticamente impossível apagá-la de suas mentes, a Igreja Católica decidiu transformar tal cerimônia pagã numa festa cristã.
Foi assim que a partir do ano 336 d.C. surgiu o nosso famigerado Natal!
Ainda sobre o Natal, é bom ressaltar que a figura do Papai Noel foi inspirada no bispo católico Nicolau, que viveu por volta de 350 a.C., o qual tinha o hábito de distribuir presentes para as crianças pobres. 
Após ser canonizado (“santificado”), São Nicolau (Santa Klauss) ganhou fama, transformando-se no “bondoso velhinho” de barbas brancas. 
A árvore de Natal,segundo estudiosos, provém de costumes dos povos indo-europeus, os quais muito antes de Cristo, adoravam ao que denominavam de “deusa da fertilidade”, ou seja, a árvore. 
Foi somente a partir do século XVI que o grande vegetal ganhou toda essa simbologia atual, com enfeites coloridos, velas, frutas etc. 
Já o presépio tem sua origem no ano de 1223 da Era Cristã,por mãos de São Francisco de Assis, o qual tinha por objetivo comemorar o Natal de um modo mais autêntico. Para isso o religioso montou um estábulo com as supostas personagens que assistiram ao nascimento do menino Jesus. Supostas, pois, quem já leu o relato bíblico sobre o nascimento de Cristo, perceberá que em nenhum momento a Bíblia faz menção de bois e jumentos naquele local.
Tais figuras foram ali introduzidas como uma espécie de representação dos judeus

 Autor: Jaime Nunes Mendes

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Sexta-feira...seja muito bem vinda!!!!

Bom dia, diaaaaa!!!
Independente da hora que seja, onde quer que você esteja, não estranhe a frase acima.... ela apenas tem a intenção de desejar que o seu dia transcorra, dentro da mais perfeita ordem, com equilíbrio nas atitudes e muita consciência nas ações.
E, se de repente o momento estiver tenso, o nó da gravata apertando ou a saia muito justa, respire fundo, pare por um instante, saia de cena se for possível!!!
Um café, um chá ou mesmo um copo de água; qualquer uma destas opções tornar-se-a o álibi perfeito para contar até "10".
Nada, absolutamente NADA precisa ser definitivo; há uma linha tênue entre o que se apresenta, neste exato momento e o que precisa permanecer em seu dia.
Permita-se a conexão com esta percepção e desfrute mais de cada momento.
Jamais permita que o stress de qualquer situação roube a cena da sua paz interior!
Isto se chama respeito à si próprio e é o melhor caminho para uma vida muito mais saudável, plena e com a mente e o coração permeados pela paz!!!

E prepare-se... afinal, já é sexta-feira!!!!
Lindo final de semana para todos nós!!!!


quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Desistir dos nossos objetivos?!? JAMAIS!!!!


Devemos acreditar SEMPRE, que há uma inteligência superior que a todos nós rege...e que o que é nosso, por merecimento, chegará até nós; independente do tempo!!!
Resultado de imagem para por tras ´dos sonhos há sempre sacrificios
Cada uma de nós é livre para sonhar.. Mas todo sonho tem um preço a pagar..e cada uma de nós sabemos o preço que temos pago para alcançar nossos objetivos.
E claro: nem sempre o que demonstramos reflete a totalidade, na alegria ou nas decepções. Dia a dia de adulto, não é brinquedo não ...eheh...e de mulher adulta, mais complexo ainda!!!
Por mais que todos me vejam nas redes sociais, postando isso ou aquilo, neste ou naquele evento, com esta ou aquela pessoa, ninguém sabe na íntegra, as dificuldades que passo, individualmente ou ate mesmo, o que tive que fazer para obter aquela conquista.
Individualmente, cada uma de nós, somos vencedores!!!
Vencedores de batalhas individuais, de situações em superação que só cada uma de nós, conhecemos!


A vida é 10% do que acontece com você..
e 90% de como você reage a isso...

Não só precisamos acreditar que hoje será um dia muito especial e abençoado, em cada novo amanhecer...mas também precisamos ter uma infinita força para superarmos todas as adversidadEs apresentadas em nosso dia a dia.
Resultado de imagem para cada sonho que você deixa pra tras
Cada sonho que você deixa pra trás
é um pedaço do seu futuro que deixa de existir!!!

Falando das mulheres: não basta ser mãe, avó, esposa, namorada, filha, funcionaria, sócia. ..enfim... mas temos que ser tb a cozinheira, a responsável pelas compras, pelo abastecimento da casa, pela "dor de barriga" dos que fazem parte da nossa família, pela ordem, organização e limpeza do espaço que vivemos...e jamais esquecer de que somos Mulher. ..Com "M" maiúsculo! !! Cuidar dos pés, das mãos, do cabelo, uma roupa alinhada e se possível, feminina e mais...manter o sorriso no rosto, independente da adversidade! !!
Resultado de imagem para desistir dos sonhos
Se a vida não ficar mais fácil, trate de ficar mais forte!!!

Já nascemos assim..."dá um sorrisinho pra titia"...ehehe...e crescemos assim!!!
Até tenho uma lembrança bem peculiar….
Minha mãe, já falecida, costumava contar com o maior orgulho:

"Quando eu a levei para furar a orelha, ela chorou muiiiito (no caso, Euzinha..😏).
Mas ela sempre foi uma criança tão simpática que, depois que terminou e já estava com o brinquinho, eu lhe disse: Dá um sorrisinho para a titia!!!

E ela terminava: e ela abriu um lindo sorriso!!!"

Pois é. ...aprendi a dar "lindos" sorrisos, mesmo após sentir dires imensas!!! E tenho certeza que vocês também têm uma história destas, pra contar....ehehe
A vida vai nos moldando aos poucos...desde muito pequenas...e demora muiiiito tempo para nos darmos conta, de que todas aquelas situações, já eram os ensaios para uma vida futura...vida de gente grande, né?
Que todas nós possamos alcançar nossos objetivos...independente do que for...
Mas que jamais nos percamos da nossa essência, seja lá o patamar que possamos alcançar. ..
Porquê a vida nos traz muitas oportunidades, muitas portas se abrem...mas como sabemos...nem todas devemos entrar!!!
Imagem relacionada
Para realizar o seu sonho, só uma pessoa precisa acreditar nele: VOCÊ!!!!

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

O que pode ser reciclado?!?

Papel

Os papéis podem ser classificados da seguinte maneira: 
  • papéis de escrever- cadernos, papéis de escritório em geral; 
  • papéis de impressão - jornais, revistas; 
  • papéis de embalagem - papéis de embrulho em geral, papel de seda, etc.; 
  • papéis para fins sanitários - papéis higiênicos, papel toalha, guardanapos, lenços de papel; 
  • cartões e cartolinas -caixas de papelão e cartolinas em geral; 
  • papéis especiais - papel kraft, papel heliográfico, papel filtrante, papel de desenho. 
NÃO SERVEM PARA RECICLAR: 
  • papel vegetal; 
  • papel celofane, 
  • papéis encerados ou impregnados com substâncias impermeáveis; 
  • papel-carbono; 
  • papéis sanitários usados; 
  • papéis sujos, engordurados ou contaminados com alguma substância nociva à saúde; 
  • papéis revestidos com algum tipo de parafina ou silicone; 
  • fotografias; 
  • fitas adesivas e etiquetas adesivas. 

Os papéis recobertos com outro tipo de material, como o plástico (papéis plastificados) ou alumínio (papéis laminados) são de difícil reaproveitamento, portanto são também considerados não-recicláveis. Um caso distinto, com relação a papéis em várias camadas, é o das embalagens cartonadas tipo longa vida, cujo material é formado por três tipos diferentes de matérias-primas (papel, alumínio e plástico). Sua reciclagem é possível, porém dificultada pela existência de poucas plantas industriais que atuam no reprocessamento e pelas condições impostas por essas empresas para sua coleta (exige-se que o material esteja limpo, prensado e em grande tonelagem). 
A reciclagem do papel apresenta muitas vantagens, como a preservação de recursos naturais, economia de água e energia e menor custo da matéria-prima. A manutenção das florestas naturais, com a redução de áreas reservadas ao plantio de espécies próprias para a produção de papel é um importante fator de manutenção do equilíbrio ecológico do planeta e redução dos poluentes atmosféricos. Por outro lado, a qualidade do papel produzido com aparas é inferior à do material produzido com matéria-prima virgem, desvantagem que tem sido paulatinamente solucionada, por conta das inovações tecnológicas.
O Brasil reciclou, no ano de 1998, cerca de 35% do papel existente. Considerando-se que uma parcela do papel não é mesmo reciclável e que parte desse material é utilizado para fins não descartáveis (como livros e documentos, por exemplo), essa porcentagem é muito significativa. 
O papel é um material de fácil encaminhamento para reciclagem, quando segregado em programas de coleta seletiva, pois tem sido sempre possível encontrar um catador autônomo, uma instituição beneficente ou mesmo um sucateiro interessado em retirá-lo. Isso se deve ao interesse econômico da indústria produtora de papel em absorver todo o material coletado, pois a adição de aparas reduz sensivelmente o custo de produção. 
O papel apresenta também a possibilidade de reciclagem artesanal, em pequenas oficinas, processo que não exige equipamentos caros nem complexos e pode funcionar como uma laborterapia. Por esse motivo, existem atualmente muitos grupos, principalmente ligados a entidades de auxílio a populações carentes, deficientes físicos ou com problemas mentais, produzindo artigos de papelaria feitos artesanalmente, o que resulta em uma importante fonte de recursos econômicos e de emprego para esses indivíduos.

Plásticos

Resultado de imagem para plastico para reciclagemO plástico é um material proveniente de resinas geralmente sintéticas e derivadas do petróleo. Ambientalmente o uso do plástico é considerado problemático pela sua alta durabilidade (estima-se que a degradação natural do plástico necessita de muitos séculos para ocorrer) e grande volume na composição total do lixo (que vem aumentando assustadoramente). 
No município de São Paulo, os plásticos são o segundo elemento mais encontrado no lixo , correspondendo a 23% do peso total dos resíduos encaminhados para os aterros sanitários, o que significa uma parcela muito importante, considerando-se que o plástico é um elemento extremamente leve e de grande volume. 
O consumo de plásticos praticamente dobrou no Brasil, em apenas 7 anos (1991-1998).
Quando depositados em lixões, os plásticos apresentam risco pela queima indevida e sem controle, que pode resultar em emanações tóxicas na atmosfera. Quando colocado em aterros sanitários, esse material dificulta a compactação do material e prejudica a decomposição dos elementos biologicamente degradáveis. 
A reciclagem do plástico é dificultada pela existência de inúmeros tipos diferentes de resinas plásticas que são incompatíveis entre si e não podem ser misturadas no processo de reciclagem, sob pena de perderem suas qualidades de flexibilidade, resistência ou transparência, entre outras. Por esse motivo, os recicladores de plásticos utilizam-se quase que exclusivamente de matéria-prima advinda de resíduos industriais, pois esse tipo de resíduo é normalmente constituído por um só tipo de resina e não apresenta sujeira ou contaminação. 
O lixo doméstico é formado por todo tipo de resinas plásticas, uma vez que as embalagens e artigos descartados são produzidos com a resina que mais se adequa às suas necessidades específicas de cada produto. Outro elemento complicador para a reciclagem do plástico é o fato de que é muito difícil reconhecer os diferentes tipos de resinas plásticas a olho nu, impossibilitando a separação dos resíduos por leigos. Acrescentem-se a esses fatores o custo muito baixo da matéria-prima virgem e a carga de impostos (que recai em dobro sobre o material a ser reciclado, em comparação com a resina virgem) e o resultado é o seguinte: é quase impossível encaminhar para reciclagem os plásticos separados, pois há pouco interesse econômico da indústria em coletá-los e adquirí-los. 
Se você quer reciclar seus plásticos, verifique antes ONDE vai levá-los e SE o local aceita todos os tipos de plástico ou só alguns. Não vale a pena separar todo seu plástico e depois acabar enviando tudo para o lixo normal, não é mesmo? 
Plásticos recicláveis: 
  • todos os tipos de embalagens de xampus, detergentes, refrigerantes e outros produtos domésticos; 
  • tampas plásticas de recipientes de outros materiais; 
  • embalagens de plástico de ovos, frutas e legumes; 
  • utensílios plásticos usados, como canetas esferográficas, escovas de dentes, baldes, artigos de cozinha, etc. 
Plásticos não-recicláveis: 
  • plásticos (tecnicamente conhecidos como termofixos), usados na indústria eletro-eletrônica e na produção de alguns computadores, telefones e eletrodomésticos; 
  • plásticos tipo celofane;
  • embalagens plásticas metalizadas, por exemplo, de alguns salgadinhos;

Vidro

divulgaçãoO vidro é um material proveniente basicamente de matérias-primas como areia, barrilha, calcário e feldspato. É utilizado para a produção de embalagens, vasilhames, vidros planos lisos ( vidro de janelas), cristais, panelas, lâmpadas, miolo de garrafas térmicas e muitos outros artigos. 
O vidro apresenta a vantagem de poder ser reutilizado, pois possibilita sua esterilização, com alto grau de segurança. O uso de embalagens de vidro reutilizáveis foi uma prática ambientalmente adequada muito difundida até poucos anos atrás, quando começou a ser substituída pelas embalagens plásticas ou mesmo de vidro, porém descartáveis. 
NÃO SÃO RECICLÁVEIS: 
  • espelhos; 
  • vidros de janelas; 
  • vidros de automóveis; 
  • lâmpadas, 
  • tubos de televisão e válvulas; 
  • ampolas de medicamentos, 
  • cristal; 
  • vidros temperados planos ou de utensílios domésticos . 
Os demais vidros são 100% recicláveis, isto é, os cacos de uma garrafa podem transformar-se em outra garrafa nova igual, sem perda de material. 


SÃO RECICLÁVEIS:
(Todos os vidros, exceto os descritos acima. Exemplo:) 
  • garrafas de bebida alcoólica e não-alcoólica; 
  • frascos em geral ( molhos, condimentos, remédios, perfumes, produtos de limpeza); 
  • potes de produtos alimentícios; 
  • cacos de qualquer dos produtos acima. 
Na prática, a reciclagem do vidro é restrita devido ao pouco interesse econômico demonstrado pela indústria vidreira em adquirir os vidros descartados. As exigências para coleta do vidro são muitas (exige-se a armazenagem de um volume muito grande para retirada) e o preço de comercialização é muito baixo.
O desinteresse econômico na coleta de vidros para reciclagem é difícil de ser compreendido, se levarmos em conta que a inclusão do caco na produção reduz sensivelmente os custos , exigindo menor uso de óleo combustível e eletricidade, sem contar as vantagens ambientais da redução da retirada de matérias-primas da natureza, redução na emissão de gases na atmosfera, economia de espaço nos aterros. 
Se você quer reciclar seus vidros, tente contatar um catador que passe por sua rua, ou então consulte as nossas listas: é possível vender seus vidros, se você puder levar até uma companhia vidreira ou a postos de troca da SPAL-PANAMCO. 

Metais 

Os metais são classificados em dois grandes grupos: os ferrosos (basicamente ferro e aço) e os não-ferrosos (alumínio, cobre, chumbo, etc.). Os metais mais presentes no lixo domiciliar são aqueles utilizados para embalagens de produtos alimentícios e tampas de recipientes de vidro. Em menor quantidade encontram-se outros produtos de uso doméstico, como panelas, esquadrias, restos de equipamentos de cozinha, etc.
As embalagens metálicas de produtos destinados ao consumo doméstico dividem-se em dois tipos principais: 
  • folha-de-flandres (aço revestido com estanho) - Ex. : latas de óleo, sardinha, creme de leite, etc.; 
  • alumínio - latas de refrigerantes, cerveja, chás. 
reciclagem do metal é ambientalmente muito interessante, pois evita a retirada de minérios do solo, minimizando o impacto ambiental acarretado pela atividade mineradora, além de reduzir em muito o volume de água e energia necessários para a produção de novos artigos. 
Esse princípio vale para todos os tipos de metal, entretanto há maior interesse reciclador na indústria produtora de embalagens de alumínio, o que determina aumento no valor de venda do material. Por esse motivo, (e também devido à situação atual de desemprego) o Brasil é atualmente um dos campeões mundiais na reciclagem de alumínio, coletadas na sua maior parte por catadores autônomos, que reviram os sacos de lixo da população em busca do material para revenda. 
Embora a folha-de-flandres domine o mercado de embalagens no Brasil (são fabricadas anualmente 7 bilhões de latas), o índice de reciclagem desse material é de apenas 35%, enquanto que cerca de 75 a 80% das embalagens de alumínio produzidas no Brasil são recicladas . 
Você com certeza encontrará facilidade em vender seus resíduos de alumínio (latinhas, etc.), mas vai achar dificuldade em encaminhar para reciclagem as embalagens de aço. 

Lixo orgânico

A reciclagem tanto pode ser aplicada aos resíduos já citados quanto aos resíduos orgânicos (restos de frutas, legumes, alimentos em geral, folhas , grama, gravetos, etc.), desde que esse lixo seja processado, de maneira a serem transformados em adubo orgânico. Essa transformação chama-se compostagem. 
O resultado final da compostagem pode ser adicionado ao solo para melhorar suas características, sem oferecer ameaça para o meio ambiente, como acontece com os adubos químicos. A compostagem de resíduos orgânicos pode vir a ter grande importância na redução do volume do lixo do país, pois a parte orgânica constitui-se habitualmente na maior parcela na composição dos resíduos domiciliares municipais (cerca de 62%, em média) . 
É possível reciclar o lixo orgânico em quintais, escolas, empresas e até em apartamentos. Entre em contato com o GEA através do telefone ou e.mail, para saber mais detalhes. O resultado da compostagem é um adubo com grande capacidade de reposição de sais minerais e vitaminas, que certamente vai ajudar suas plantas, jardins e hortas a ficarem mais fortes e bonitos. 

Lâmpadas de mercúrio

As lâmpadas que emitem gases, como as lâmpadas de vapor de mercúrio, de vapor de sódio, de luz mista e as lâmpadas fluorescentes (mais conhecida como luz "fria") contém substâncias nocivas ao meio ambiente, como metais pesados, onde se sobressai o mercúrio metálico. 
Enquanto estão inteiras, as lâmpadas não oferecem riscos, mas quando quebradas liberam o mercúrio na atmosfera, podendo causar problemas na saúde dos seres humanos (quando ingerido ou inalado, o mercúrio ataca o sistema nervoso, podendo causar de lesões leves até a vida vegetativa ou a morte). O mercúrio liberado pelas lâmpadas fluorescentes podem causar graves problemas ambientais, contaminando o solo e a água. 
Existem várias empresas no Brasil que reciclam essas lâmpadas, separando os componentes metálicos, o vidro e o mercúrio, para encaminhamento ao mercado. Entretanto esse processo é mais caro que o valor dos produtos obtidos, portanto as empresas exigem pagamento para desenvolvê-lo, e é preciso ter uma quantidade significativa (pelo menos 100 lâmpadas). Você pode também levar suas lâmpadas fluorescentes que não funcionam mais às lojas da LEROY MERLIN (em São Paulo). O serviço é cobrado, mas você pode até levar apenas uma unidade.
Nosso conselho é: no ambiente doméstico deve ser tomado todo o cuidado para que a lâmpada não se quebre e, se isso ocorrer, evitar respirar próximo à lâmpada. Se possível, guarde as caixas de papelão da embalagem para recolocá-las de volta, no momento do descarte. 
Empresas e outros locais onde o descarte de lâmpadas fluorescentes é muito grande deveriam enviá-las para reciclagem, embora arcando com os custos dessa atitude em benefício do meio ambiente. 

Pilhas e baterias

Resultado de imagem para pilhas e baterias recicláveisAtualmente existem poucos locais que realmente enviam as pilhas para reciclagem, precisamos tomar muito cuidado, pois somente a presença de um coletor ou lixeira especial não quer dizer que as pilhas estejam sendo recicladas.
A reciclagem das pilhas (ao contrário dos outros materiais) é cara e não tem retorno financeiro, por isso são poucas as empresas que pagam por esse serviço.
Clicando nas imagens abaixo são abertas janelas novas com informações dos programas de coleta de pilhas da Drogaria São Paulo e do Banco Real-Santander.

Outros materiais

Entulho 
Entulho é o resíduo resultante das atividades relacionadas à construção civil, constituído por fragmentos ou restos de tijolos, argamassa, aço, madeira, azulejos, etc. 
O entulho forma uma parcela importante na composição do lixo das cidades. No município de São Paulo são geradas diariamente 4.000 toneladas, segundo dados do LIMPURB (IPT/CEMPRE, 2000). Esse volume, entretanto, pode ser na realidade muito maior, pois grande parte desses resíduos é coletado clandestinamente e disposto em terrenos baldios, vias públicas, margens de rios, etc., causando graves problemas ambientais. 
O entulho pode ser transformado, através da reciclagem, em um produto a ser utilizado na pavimentação de estradas, construção de guias e sarjetas, obras de drenagem, calçadas ou outros usos próprios da construção civil. 
A reciclagem do entulho, como dos demais materiais, exige participação da população (para que não haja contaminação do material inerte com resíduos orgânicos, por exemplo) e coleta diferenciada. 
Atualmente na cidade de São Paulo existem os Ecopontos, locais construídos pela prefeitura onde a população pode levar móveis velhos, restos de poda e de construção civil para serem reciclados ou aproveitados. O limite por pessoa é de 1 metro cúbico por dia (o que equivale a uma caixa-d´água de 1000 litros), para conferir o local mais próximo de sua casa acesse o site da prefeitura (www.prefeitura.sp.gov.br).

Pneus
Resultado de imagem para pneus recicláveisOs pneus causam problemas quando descartados e misturados ao lixo comum, pois não podem ser colocados em aterros sanitários, uma vez que tendem a subir e sair à superfície. Os pneus, por não serem recolhidos pela coleta municipal, costumam ser dispostos inadequadamente pela população, assoreando rios e lagos e constituindo-se em focos de incêndios ou proliferação de insetos transmissores de doenças.
Há diversas possibilidades de reciclagem de pneus, como por exemplo para transformação em produto para pavimentação de estradas ou para utilização como combustível na geração de energia. É possível também sua reutilização na engenharia civil, para a construção de quebra-mares, barreiras de contenção ou acostamento de estradas. No Brasil, entretanto, a reutilização desse material é muito limitada e a reciclagem praticamente inexiste A utilização dos pneus como combustível para queima em fornos de cimento está sendo experimentada, embora em pequena escala. 
Fontewww.institutogea.org.br


Fonte: Instituto Eco Ação

Doenças auto-imunes: você precisa saber...

Claudia Rodrigues está internada desde a última quinta-feira, 16 de novembro de 2017, após sofrer surto de esclerose múltipla. 'Não tem previsão de alta', afirmou sua empresária ao PurepeopleAcabei de receber a triste notícia de que, nossa querida atriz brasileira, Cláudia Rodrigues, foi internada às pressas, em um hospital de São Paulo.
Antes de mais nada, quero deixar aqui, registrado, o meu desejo de que ela passe por mais esta crise e que, continue entre nós....
Muito carinho por esta atriz, que já nos fez rir tanto, através de seus personagens...

E então eu aproveito para dividir com você, algumas informações sobre esta doença auto_imune: Esclerose Múltipla. Você sabe o que é uma doença auto_imune?
E quais informações tem sobre a Esclerose Múltipla?
Bora lá entender um pouco disso tudo, nesta postagem da Folha de São Paulo.

Pacientes são vítimas e "autores" das doenças auto-imunes
(Por: KARINA KLINGER - free-lance para a Folha de São Paulo)

Imagine um time de futebol atacado por um surto enlouquecedor, em que os jogadores saem marcando gol desvairadamente contra a própria equipe. É isso o que o corpo faz quando acometido por doenças auto-imunes. O sistema de defesa do organismo (sistema imunológico) deixa de reconhecer o próprio corpo e, em vez de combater apenas inimigos, como vírus e bactérias, passa a atacar células ou tecidos saudáveis do organismo.
Não é à toa que as doenças auto-imunes tanto assustam. De início, o paciente tem dificuldade para compreender que, além de vítima, é "autor" desse mecanismo de agressão. 
Já os médicos também não compreendem por que as células de defesa do corpo perdem o controle, ou seja, a causa das doenças auto-imunes, as quais também não têm cura. Mas há remédio para os sintomas, e os novos tratamentos têm dado esperança aos pacientes.
A incidência da doença tem aumentado. Duplicou nos últimos 40 anos --também não se sabe por que, há quem credite isso ao aprimoramento nos diagnósticos e à precisão dos testes laboratoriais. O fato é que, só nos EUA, são 50 milhões de pessoas por ano diagnosticadas com uma doença desse tipo. Em todo o mundo, médicos e pesquisadores presumem que ela chegue a atingir de 15% a 20% da população, e as maiores vítimas são mulheres.
E o que mais se sabe com certeza? Que existem, reconhecidos pela medicina, 30 tipos de doenças auto-imunes. Artrite reumatóide, lúpus e diabetes tipo 1 são algumas delas. E cada uma, com seus respectivos sintomas, atinge um órgão diferente, diz o reumatologista e imunologista do Albert Einstein Morton Scheinberg, pesquisador do assunto há mais de 20 anos.

Hipóteses se atropelam

Uma das hipóteses para a causa das doenças, segundo o imunologista Momtchilo Russo, presidente da Sociedade Brasileira de Imunologia, é a da higiene. "Como hoje as pessoas não desenvolvem tantas infecções, que talvez regularizassem a ação do sistema imunológico, nossas células de defesa poderiam estar superativadas". Por outro lado, alguns estudos revelam que as doenças infecciosas é que afetariam o funcionamento do sistema imunológico. "Na febre reumática, sabe-se que o organismo ataca células do coração, pois as confunde com um aminoácido presente na bactéria estreptococo", diz a imunologista Myrthes Toledo Barros, do Serviço de Imunologia Clínica e Alergia do Hospital das Clínicas (SP).

Fatores associados a doenças auto-imunes:


Intolerância alimentar;
Reatividade a metais;
Vivência emocional traumática;
Hiperpermeabilidade da mucosa intestinal;
Microorganismos da flora intestinal.

Hipóteses à parte, sabe-se que, para desenvolver uma doença auto-imune, são necessárias três condições, explica Scheinberg. A primeira é ter predisposição genética para a doença. Outro requisito é o problema ser desencadeado por um fator do ambiente externo, como exposição ao sol no caso do lúpus ou situação estressante na psoríase. E a terceira, e óbvia, é o desequilíbrio das células do sistema imunológico. "Além disso, quem tem uma doença auto-imune tem maior chance de desenvolver outras do mesmo gênero", afirma o imunologista Luiz Vicente Rizzo, do Incor.

Descoberta precoce
Virar expert na doença é uma marca dos portadores. O estudante de medicina, 22, convive com artrite reumatóide desde os sete anos. "Ele foi diagnosticado quando teve uma febre que não passava", lembra a mãe. Com a evolução dos medicamentos, hoje ele vive como qualquer outro jovem da idade. "Tive a sorte de ser diagnosticado cedo. Ninguém acha que eu tenho a doença."
Uma bancária de 45, é outra sortuda. Descobriu ter lúpus antes mesmo de sentir os sintomas. "O exame de sangue periódico feito pelo banco constatou que minhas plaquetas estavam baixíssimas. Se não fosse por isso, talvez não tivesse descoberto", conta. Como ocorre com a maioria dos portadores, o resultado assustou. "Não tinha ouvido falar sobre isso. Fui direto para a internet", conta ela, que já virou especialista na doença.

Influência emocional
"Existe uma relação direta entre o estado emocional das pessoas e o sistema imunológico. Há uma nova área na medicina, a psiconeuroendrocrinoimunologia, para estudar melhor a questão", diz o dermatologista Cid Yazigi Sabbag, presidente do Centro Brasileiro de Psoríase. Segundo Yoshiaki Ohki, diretor científico da Associação Brasileira de Medicina Psicossomática, sabe-se que os corticóides produzidos em momentos de estresse diminuem a defesa imunológica. Para ele, quem está saudável do ponto de vista emocional também está do ponto de vista orgânico.
Há pacientes cujo estresse teve papel fundamental. Um atual engenheiro, no primeiro surto de psoríase, aos 18 anos, ele prestava vestibular. "A doença começou lentamente, mas foi aumentando ao longo dos últimos 20 anos", conta. Para ajudá-lo a enfrentar a doença, sua esposa criou uma associação de portadores de psoríase. "Ainda existe muita propaganda enganosa e desconhecimento da população."
Aliás, a falta de conhecimento gera preconceito. Mais um motivo para a importância dos grupos de apoio. "Nesses encontros, as pessoas conhecem outras histórias e aprendem a conviver melhor com a própria doença", diz a psicóloga Adriana de Melo Lima, que atende pacientes com psoríase na Unifesp.
Acometendo cerca de 10% das mulheres em todo o Mundo e diminuindo substancialmente sua qualidade de vida, uma vez que a dor pélvica é freqüente e muitas vezes incapacitante até para as tarefas mais simples, ela é considerada uma doença importante sendo inclusive objeto da realização de congressos mundiais. É a chamada doença da mulher moderna, que se vê obrigada a executar inúmeros papéis ao mesmo tempo, o que acarreta um significativo desgaste físico e espiritual.
Quem cuida de mulheres portadoras de endometriose se depara com pessoas cansadas, entristecidas, deprimidas e muitas vezes frágeis pela dor que enfrentam. Apresentam quadros dolorosos crônicos que muitas vezes se agudizam, e que praticamente não mais respondem a analgésicos comuns o que as obriga a procurar ajuda sistematicamente para terem suas dores atenuadas. São levadas por familiares, que não sabem mais o que fazer quando as vêem com tanta dor. Estas mulheres, que já consultaram médicos das mais diversas especialidades e até mesmo muitos ginecologistas, sem terem obtido o diagnóstico de sua enfermidade, sentem-se angustiadas e ansiosas para se verem livres das dores rotineiras. A remota possibilidade de pensarem que irão senti-las novamente as deixam absolutamente desesperadas. Há também as que se sentem sozinhas em sua longa peregrinação pelos consultórios, até porque seus familiares, quase sem esperança de vê-las curadas, muitas vezes se excluem das consultas. Muitas são consideradas pessoas que inventam sintomas e até de loucas algumas são chamadas sendo submetidas a tratamento psiquiátrico para resolver a dor que “aparentemente” não tem causa física.
A endometriose é uma afecção que merece toda a atenção por parte dos médicos clínicos e ginecologistas, cujo objetivo é cuidar da saúde e oferecer qualidade de vida às mulheres.
Não pretendemos que este post sejam um tratado de endometriose, até porque a Medicina ainda precisa encontrar muitas explicações para inúmeros aspectos ligados a ela. Nosso intuito é que aqui, tanto as portadoras de endometriose quanto as pessoas que com elas convivem, tomem conhecimento dos recursos terapêuticos disponíveis nos dias de hoje, além de ressaltar enfaticamente os aspectos humanos envolvidos com a mesma. 
Quem tem dor e sofre é um SER HUMANO e, assim sendo, deve ser CUIDADO em toda sua integralidade.
(Por: KARINA KLINGER - free-lance para a Folha de São Paulo)
    
Dr. Marco Antonio Lenci - CREMESP 37.845 
Dr. Reginaldo Guedes Coelho Lopes - CREMESP 22.980
Endometriose
Dr. Maurício Simões Abrão é médico, professor de Ginecologia na Universidade São Paulo e dirige o Setor de Endometriose do Hospital das Clínicas da USP. É autor dos livros "Endometriose: uma Visão Contemporânea" (Editora Revinter) e, pela Editora Roca, "Câncer de Ovário" (co-autoria com Fauze S. Abrão).


O quanto a vida do outro, realmente me interessa?

O meu mais cortês desejo de um lindo dia, a todos!!!
Nos últimos dias, eu estive pensando: qual a importância da vida do outro, em minha vida?
Quanto tempo eu perco para me preocupar com a vida do outro, deixando a minha à deriva?
Imagem relacionada

Neste último feriado, aconteceu uma situação muito interessante, a qual quero partilhar com vocês.
Imagem relacionadaEu e meu namorado gostamos muito de aproveitar a cidade de São Paulo, em feriados; o trânsito é muito menor e a cidade fica muito mais atrativa!!!
Então optamos por passear no bairro da Liberdade, região da capital paulista, onde temos a concentração de muitos japoneses.
E claro, sempre que fazemos um passeio destes, a intenção é sair sem pressa, andar com calma, aproveitar cada detalhe das lojas, observar pessoas e degustar iguarias que são servidas, em abundância de escolha, por lá!
Mas nem sempre encontramos  pessoas que estejam na mesma "vibe", não é?
Pois bem....
Por estarmos, naquele momento, em um feriado, a concentração de pessoas é muito maior; consequentemente, a disponibilidade de vagas para estacionar, também!
Após rodarmos algumas quadras, meu namorado localizou uma possibilidade; aproximou do espaço e iniciou a manobra. Mas havia acabado de estacionar o carro, percebemos que o carro que estava atrás do nosso, saiu da vaga e começou a fazer sinal, mostrando algo em suas mãos. Eu olhei e não identifiquei o que era. Porém o motorista, acompanhado de sua esposa, não minimizou esforços e parou o carro bem ao nosso lado.
Resultado de imagem para estacionamento para pessoas com necessidades especiais ou idososVagas especiaisEstranhando a ação, olhei para ele e pasmem: descobri que ele estava nos pedindo satisfação, por estarmos estacionando naquele local.
E sabem por que?
Porque era uma vaga para idosos ou pessoas com necessidades especiais.
Eu confesso que, em primeiro lugar, eu pensei:
"Oi?!? Boa tarde?!? Você me conhece de algum lugar?!? 
Mas pensei em silêncio...afinal, o trânsito da grande São Paulo é uma loucura e sempre estamos expostos a motoristas tensos e desequilibrados...
melhor não entrar em discussão....
mas que o meu lado questionador de jornalista, quase falou mais alto...ahhhh...faltou muito pouco!!!



Mas pensei em silêncio...afinal, o trânsito da grande São Paulo é uma loucura e sempre estamos expostos a motoristas tensos e desequilibrados...melhor não entrar em discussão....mas que o meu lado questionador de jornalista, quase falou mais alto...ahhhh...faltou muito pouco!!!
Em segundo lugar, eu logo pensei: "Se este cidadão está indo embora, por que ele não olha para frente e não segue o seu caminho, sem se preocupar com a vida alheia...ainda mais de quem ele desconhece?!?"
E lógico, quando ele ficou questionando, sem parar, se nós estávamos inseridos naquele contexto, mostrando o tal crachá que ele tinha, eu prontamente respondi: "Eu sou deficiente física!!!"
Resultado de imagem para cara de pasmaMas a ira daquele homem era tamanha e tão desnecessária para aquele momento, que o meu namorado foi ficando irritado, mesmo sendo oriental....e por pouco ele não desceu do carro...
Mesmo eu tendo dito que também fazia parte daquele contexto, para estacionar naquela vaga, o tal homem não se contentou...e pasmem.... se sentiu no direito de solicitar o meu documento para provar que eu realmente poderia estacionar naquela vaga!!!
.....foi naquele momento que eu decidi ignorá-lo...
Por mais que o Brasil seja um país conhecido pela falta de bom senso e comprometimento no cumprimento das leis e regras, de forma em geral, ninguém, e eu digo, absolutamente ninguém que não seja uma autoridade específica, tem o direito de solicitar esta ou aquela explicação, sobre o que quer que seja!!!
Resultado de imagem para o direito de um acaba onde começa o do outro
"O meu direito termina quando o direito do outro começa!"

E sabe por que eu digo isso?
Porque o outro até pode imaginar isso ou aquilo, sobre quem desconhece, mas jamais terá 100% de certeza!!!
Para que entrar em uma discussão com uma pessoa, se aquele conteúdo não mudará em nada a minha vida?!?
Três perguntas que sempre deveríamos fazer, antes de qualquer intromissão na vida alheia:
  1. Isso mudará a minha vida?
  2. Edificará o meu caminhar?
  3. O que eu realmente tenho a ver com isso?!?
Imagem relacionada
"Quando você julga os outros, você não os define; você define a si mesmo!"

Aquele SENHOR perdeu uma grande oportunidade de finalizar o seu feriado, sem passar por aquele stress, ainda mais ao lado de sua esposa. Se "meteu" onde não foi chamado e mais, correu e corre o risco de abordar pessoas, não tão calmas quanto nós e colocar a vida dele e de sua esposa, em alto risco.
O meu namorado já tem mais de 60 anos e eu, em função de uma fratura na coluna lombar, sou enquadrada na condição de pessoas com necessidades especiais...fora o meu diagnostico de câncer, onde reforça a minha inclusão neste critério.
...ainda bem que nos mantivemos em uma energia prá lá de positiva e, o nosso feriado foi pra lá de especial....
Quanto ao dele.....sei lá...isso realmente é problema dele!!!!
Um lindo dia de vida para todos nós...permeado, sempre,  pelo discernimento individual!!!!

Imagem relacionada
"Você é livre para fazer as suas escolhas...
Mas tome cuidado para não se tornar prisioneiro das consequências!!!